quinta-feira, 10 de julho de 2008

Saramago sim e amém.

Passou uma mulher perto de mim no shopping e olhou pra vitrine da livraria. Ela viu uma edição de “Ensaio Sobre a Cegueira”, de José Saramago, com uma folha colorida sobre a capa que dizia “Livro que inspirou o filme de Fernando Meirelles”. E ela disse com desdém: “Ah, agora que vai ter filme, todo mundo vai querer ler”.

Sim, muita gente vai querer ler antes do filme. Outros depois. Mas não são motivos válidos? Querer ler Saramago é um feito num país onde nem tantas pessoas lêem. Os dados mostram que 53% das pessoas alfabetizadas gostam de ler, mas sempre tem o jovem que só lê livros recomendados pela escola e o pessoal que só lê a Bíblia.

Acho cínico isso. Dizer que brasileiro não lê e depois criticar que, quando lê, é só Paulo Coelho. Enfim. Insistir que a única coisa boa nas prateleiras é Machado de Assis e Guimarães Rosa é uma perda de tempo. Eles são geniais, existem outros exemplos, mas eu não tenho preconceitos com a nova geração da literatura, sabe? Há espaço pra todo mundo de todos os tempos e gêneros. Bruna Surfistinha, Sidney Sheldon, Fernanda Young, Candace Bushnell, Nick Hornby, José de Alencar, Conan Doyle. Escolha o que você quer ler, você é livre!

Mas não me venha com essa. Não interessam os motivos que levaram alguém até um livro, interessam? O que importa é o resultado, o que aquela experiência de leitura veio a somar ou não na sua vida, no seu caráter. Deus sabe que motivos muito imbecis me levaram a livros pra lá de geniais.

Para ler depois de ler: Ensaio Sobre a Cegueira – José Saramago

5 comentários:

Carla disse...

Ameeei seu ponto de vista sobre leitura em geral.


:)

Scarlet disse...

Fiz meu blog onteiin,ainda dou UÓ para mexer nele,se quier visitar.

http://fuck-mepumps.blogspot.com/

Luiz Hippert disse...

Afff, os patrulheiros de plantão sempre têm um comentários deste tipo prá fazer. Que diferença faz qual o motivo que nos leva a ler um livro, ver um filme... Ah, vc ainda NÃO VIU PIAFF??? :-)

Serginho Tavares disse...

concordo plenamente
eu leio tudo
e acho importante as pessoas que pensem assim
tinha um amigo agora ex amigo que achava um absurdo que autores como saramago ou clarice lispector ficassem populares.
pior que ele era professor de teoria da comunicação na faculdade
agora ja sabe porque ele virou ex ne?
beijos

Glauce disse...

Eu agora estou lendo livros em italiano! eheheh Nem te conto o tipo de livro, você vai rir, mas eu já lia em português também e me divirto em qualquer língua =D