sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Eu vi a Madonna

Como praticamente todos ao meu redor, você deve saber que passei o último final de semana em São Paulo e que fui para assistir ao show de Madonna. Rapaz, foi genial.



Não é um show, é um espetáculo. A música, as roupas, as danças e as projeções no telão se casam muito bem e fazem que cada música tenha uma vibração totalmente única. Sem contar que Madonna é um ícone e ver qualquer ícone de perto causa um nervosismo incrível. E, desculpem os invejosos, mas ela está no mesmo patamar que Elvis, Frank Sinatra e Beatles quando o assunto é ser a porta voz de uma geração.

Os preços não permitiam, mas se você colocasse alguém que não curte Madonna na platéia, a pessoa ia curtir. Não há como não curtir a apresentação. Não é uma banda de rock, onde o show pode ter improvisos e os integrantes podem subir ao palco chapados. Aqui, há muito ensaio e praticamente nada foge do script. Mas, ao invés de deixar a apresentação ruim, isso faz dela perfeita. É quase uma instalação de arte.

Quase não acredito que posso cortar Madonna daquela lista mental secreta de shows que precisamos assistir antes de morrer. E nem creio que em 2009 vai ter Alanis Morissette aqui em Belo Horizonte. Terminei o ano com uma chave de ouro e começo o próximo com outra.

Quer muitos detalhes do show? Clique aqui!

2 comentários:

Felipe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
fred disse...

invejinha, ok