quarta-feira, 17 de junho de 2009

Top 5 razões para formar em jornalismo mesmo o diploma não sendo mais exigido

Para quem não está sabendo, o Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou a exigência do diploma para exercício da profissão de jornalista. Legal, não? Já não basta os jornalistas – que tem quatro anos de aulas sobre ética, lingüística e técnicas de escrita – estarem cada vez mais sensacionalistas e emburrecendo. Agora, qualquer um pode escrever para um jornal. É, se abrir vaga para redator no jornal aí da sua cidade pode se candidatar. Formado em jornalismo, arquitetura ou nem formado. Dona de casa pode, pedreiro pode, pintor de parede. Não importa se você teve esses quatro aninhos de aula não.

Enfim, eu estou no sétimo período. E agora?

Será que se eu bater na porta da tesouraria da faculdade eles me devolvem o que já paguei de mensalidade? Acho que não. Então tá, vamos pensar pelo lado bom?

Top 5 razões para formar em jornalismo mesmo o diploma não sendo exigido

1) Você vai ter algum diferencial diante das pessoas que não cursaram faculdade. Isso quer dizer que, em jornalismo, “graduado” será o novo “pós-graduado”. Ele deixa de ter aquela vibe de obrigação e passa a ser seu coringa;

2) Você já pode publicar uma revista e ter seu nome no expediente, como responsável, sem precisar do Ministério do Trabalho;

3) Não precisa esperar aquela burocracia chatissíma que é a colação de grau;

4) Você pode usar seu diploma para embrulhar peixe,

5) Cela especial caso você vá em cana.

Pronto!

Ficou mais feliz, amigo jornalista?

2 comentários:

Helen Fernanda disse...

Cela especial está com os dias contatos, aqueles bandidos do Congresso Nacional vão deixar essa regalia só para eles. :(

JD - João Damasio disse...

Legal, velho...

to curtindo seu blog. E esse post então... muito engraçado.
E desanimador pra mim que to começando a faculdade de jornalismo então, hein... rs.