sexta-feira, 16 de novembro de 2007

Os Strokes já têm 8 anos.

Por que alguém chegou e me disse que a única banda que tinha acompanhado desde o começo era Strokes. E eu pensei “aff, cala a boca – Strokes começou, tipo, ontem”. Aí depois parei pra pensar e, tsc tsc, eles são de 99. Noventa e nove! Aquela bandinha junkie tá caminhando pra uma década de existência já, minha gente.




Top 5 motivos pra gostar de Strokes

Eles são competentes: É, eles são todos filhos de empresários milionários e podiam viver assim, ser playboys e não trabalhar nunca. Tudo bem que ter uma banda de rock não é lá muito trabalho, mas uma vez que ela faz sucesso é preciso ser objetivo e organizado. Coisa que eles, mesmo bebendo e fumando no palco por exemplo, conseguem ser – nunca ouvi falar de um show que tenha sido uma merda.

Eles são bem-humorados: Pode ser the beer speaking, mas eles têm muito senso de humor – e eu acho isso fundamental em todas as pessoas. Os clipes de “Someday” e “Juicebox” mostram isso muito bem - além das performances ao vivo, atitudes com fãs e letras.

Eles são retrôs: Ver o clipe de “Someday”, por exemplo, é quase voltar aos anos 70. As carinhas junkie, os cabelos desgrenhados, as botinhas, os all stars, as calças justas e os casacos jeans. O estilo Strokes de se vestir foi muito importante nos anos 2000: enquanto David Beckham fazia heteros se vestirem como gays, os Strokes faziam os gays se vestirem como roqueiros.

A bateria é boa: Acho que muita gente concorda quando digo que uma das coisas mais marcantes das músicas dos Strokes é a bateria. As batidas são rápidas e agradáveis. Sem contar que Fabrizio Moretti é um dos caras mais bonitos que já passou por esse planeta. Deusquebenza.

O vocalista dança: No comecinho do clipe de “You Only Live Once”, o vocalista Julian Casablancas canta fazendo caretinhas e dançando de um jeito muito bonitinho. Eu sei que pareço uma pré-adolescente falando isso, mas é que, tirando a voz, antes desse clipe eu não via charme nenhum nele.

3 comentários:

dé. disse...

eu danço tmb, agora faz um post pra mim

=*

Eliza disse...

gosto de strokes, nda tipo super fa, mas sei la, fora as musicas, tem algumas particularidades que me me chamam atençao. eh, tb ñ quero parecer uma pre-adolescente falando mas ñ tem como falar deles e ñ comentar sobre o jeitinho de cantar/tocar/dançar deles.

Ruth Lemos disse...

strokes é qualidade divide